top of page

Onde encontrar a felicidade hoje

Atualizado: 20 de abr. de 2023




Por Letícia Machado I Psicóloga



Olá, tudo bem? Você também sentiu esse mês passar como um flash?


Hoje venho te fazer um convite. Que tal assistir a mais nova animação da Disney? Eu não sei você, mas eu adoro assistir filme, e esse é uma história bem humorada com uma visão de bem viver que vale parar para assistir. Certamente esse convite lhe renderá boas gargalhadas junto a uma boa dose de reflexão, com uma narrativa recheada de aprendizados a existência humana, o que se pensa ser felicidade, sonhos, sentido da vida entre outros.


“Soul” conta a história de um Professor de música que tem a chance de tocar no melhor clube de jazz da cidade. Mas um passo em falso na rua, o leva para UTI e vive uma experiência Pré-vida onde tem a oportunidade de pensar sobre temas bastante profundos:


O que é que o torna você? Exatamente, o que faz você ser você? Como você tem vivido a sua vida? Você é feliz? Mas, o que exatamente te causa felicidade? O que é felicidade para você? Entre outras reflexões.




Permita-se viajar com Joe Gardner, o professor de música do filme nessa viagem mágica dentro de sua mente.


O filme é um abraço imenso a todos que não estão nessa vida como meros passageiros e sim que escolhem ser protagonistas de suas vidas. Os conceitos utilizados para elaboração da narrativa do filme são vários.


Escolhi trazer para você o conceito da adaptação hedônica, já ouviu falar? Pois é, talvez não com esse nome, mas tenho certeza de que muito provavelmente já viveu em sua vida.


Se você já pensou: Ah, quando eu tiver a minha casa vou fazer tal coisa; Quando eu comprar o carro x vou passear em tal lugar; Quando eu me aposentar eu quero e assim vai...e quando o que você imaginou acontece, provavelmente você sentirá essa felicidade buscada mais ela logo passará. E aí eu te pergunto: E agora? O que você irá fazer? O que vai buscar agora?


Será mesmo que a felicidade é algo para ser buscado ou vivido? Essas e outras reflexões são propostas durante o filme.



Todas as formas de Arte nos remetem a reflexões interiores. Aqui imagem do quadro Abstrato Folha - Leitura da Fotógrafa Vivi Godinho sobre pintura do menino autista Diogo Moura.


Coleção Abstrato - exclusivo Art Wall


Outro pensamento utilizado é o da técnica psicoterápica criada por Jon Kabat Zinn de Mindfulness, ou atenção plena, que tem conquistado cada vez mais espaço no coração de várias pessoas, pois consegue trazer mudanças positivas em um curto prazo na rotina diária, na melhoria da ansiedade, da depressão entre outras demandas psíquicas.


Mostra-nos que a diversão está em aproveitar a vida no presente, viver mesmo com toda a plenitude da palavra o minuto presente, mas não de uma forma romantizada, porém com consciência dos percalços, sabendo que tristeza e decepções fazem parte da vida saudável humana. Que se frustrar não é o problema. O desafio é conseguir ver graça no cotidiano, aprender o que de bom a frustração tem para oferecer. Que experienciar todas as emoções faz parte da vida humana. Elas estão inclusas no pacote vida, sabe?


Bom, por mim, ficaria horas conversando com você a esse respeito, mas também estou me segurando para não te contar o final do filme. E para conseguir fazer isso vou ficar por aqui por hoje.


Que sua semana seja boa! Me conta depois o que achou do filme? Até a próxima.



Mindfulness: técnica de atenção plena no momento presente para equilíbrio mental


Os artigos publicados neste blog expõem o pensamento de seus autores sobre um determinado tema de interesse público, sendo da responsabilidade de cada autor o conteúdo aqui veiculado.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Assine nossa Newsletter

Receba em seu email dicas de arte e de bem estar para o seu lar

Email enviado!

bottom of page