top of page

Como superar a ansiedade

Atualizado: 20 de abr. de 2023

Ansiedade ou Carpe Diem?


Oi gente, como vocês estão?


Me conta uma coisa: Como anda o seu nível de paciência por ai? Aliás, você costuma exercitar a sua paciência em algum nível em seu dia a dia?


Na pós modernidade o que mais se deseja é o retorno imediato não é mesmo? A busca pela solução de algo com o menor tempo cronológico e investimento mental também junto ao trabalho para alcançar tal objetivo.


Cada vez mais nos deparamos com pessoas ao nosso redor, em nosso convívio social e familiar, no meu caso, também na prática clínica, pessoas apresentando ansiedade.


Imagem de Nile por Pixabay



O que pode estar relacionado a diferentes causas o que influenciará junto ao planejamento de trabalho no decorrer da psicoterapia bem como junto as demandas trazidas pelo paciente.


Em todo caso, escolhi um ponto que me chama muito a atenção e trago hoje para conversarmos com o intuito de lhe convidar a observar como tem andado esse ponto no decorrer dos seus dias em seu interior.


O quanto você tem buscado e conseguido se sentir presente em seu dia? Isso mesmo. Você tem conseguido se sentir presente em sua semana? Na sua rotina? Em suas atividades e nas relações interpessoais? E na relação com você mesmo?


Colocado esses questionamentos, sim, te convido a se observar, e se for preciso, pode sim, anotar em um papel para ajudar a clarear os sentimentos e emoções.




Vocês já escutaram falar a respeito da expressão “carpe diem”?


Essa expressão em latim que significa “aproveitar o dia”, “aproveitar ao máximo o seu aqui e agora”. Mas não vou me alongar nessa explicação (só dar um google caso tenha interesse de saber mais) o fundamental agora é a proposta da expressão, da incerteza da vida, da falta de controle sobre a morte, sobre o futuro e que isso não seja algo para lhe paralisar e sim lhe cause o despertar.


E essa possibilidade que a expressão “Carpe Diem” nos convida, a buscarmos estar presente no nosso aqui e agora, nas nossas tarefas de vida diária mas principalmente em nosso interior é uma atitude muito importante de exercitarmos visando uma boa qualidade de vida em nossa saúde.




Deixa eu te explicar melhor isso. Quando passamos por alguma experiência em nossa vida que tenha sido difícil para nós de alguma forma, ainda que tenhamos sido vitoriosos em nossa experiência, isso nos fala que em alguma parte dessa experiência eu precisarei fazer contato, lidar com alguma emoção, pensamento ou tomar alguma atitude que não exatamente o que eu gostaria porém foi necessária naquele momento, foi o melhor que eu conseguia naquele momento tendo como foco o funcionamento do meu cérebro.


E assim, vamos tendo em nós diferentes tipos de memória, temos memórias afetivas prazerosas, memórias resilientes, memórias traumáticas entre outras.


Tendo como foco a memória traumática em alguns momentos para que nosso funcionamento cerebral seja funcional, ainda que não esteja sendo saudável, porém funcional, as vezes se faz necessário que eu me distancie, aquele famoso, “deixa isso pra lá” ou “O que os olhos não vêem os coração não sente” ou ainda, “Hum, sabe que eu nem percebi” ou “Será que é isso mesmo?”


Foto de bruce mars no Unsplash



Mas, eu acredito que com as reflexões que já tivemos por aqui você já tenha percebido como é importante cuidarmos da nossa saúde mental diariamente. Isso mesmo. Diariamente. Assim como escovar os dentes.


Talvez você esteja se questionando: Tá, mas como mesmo que faço isso?


E eu te digo que existem várias formas de cuidarmos da nossa saúde mental. Eu mesma já lhe trouxe diferentes possibilidades nos textos anteriores.


E hoje te convido a pensar se você tem conseguido estar presente em sua vida. E por isso lhe trouxe a expressão “Carpe diem”.


Vale lembrar que ao olharmos para algo que nos cause desconforto ou até sofrimento emocional é muito valioso em nossa caminhada de vida e se em algum momento se fizer necessário cuidar disso e sozinho esteja pesado, se permita experimentar a se cuidar, a dar a atenção que você merece com ajuda profissional qualificada.


As vezes no percurso iremos encontrar pedras em nosso caminho mas não por isso que elas precisam nos causar dor.


Imagem de Tài Võ Đức por Pixabay



Caso esse momento “carpe diem” não esteja por aí ou esteja bem pouco segue algumas sugestões para que você consiga mesmo praticar em sua vida e assim cuidar e fortalecer sua saúde mental aumentando:


- Seu autoconhecimento e autodesenvolvimento dentre outras possibilidades.


Então pega papel e caneta pra anotar pra ajudar a fixar mesmo no cérebro e ter certeza que irá praticar ao longo do mês e/ou em sua caminhada de vida:


-Reveja em sua lista(mesmo que ela exista somente em sua mente) cada uma das atividades que você tenha escrito nela. Observe a forma como você escreveu e como esta enxergando cada situação.


-Explore o momento das refeições, as texturas dos alimentos em sua boca, barulhos ou ausência, a visual do seu prato, do seu alimento e deixe eletrônicos fora desse momento, para que você consiga se conectar com todo o funcionamento do corpo no processo de prazer ligado a alimentação e no processo digestivo.


-Escolha experimentar alguma atividade física porém que você a faça por querer fazer, sabe? Ex: andar de bicicleta, caminhar ou jardinagem , mas em todas sem fone nos ouvidos, sem conversas e sim explorando a sua companhia, o visual do ambiente físico, paisagens, sons, cheiros e o movimento do seu corpo.


Essas são algumas das possibilidades de trabalho para alcançarmos essa presença mais ativa em nós mesmos e assim excelentes formas de cuidarmos da nossa saúde mental em nossos dias de forma simples e totalmente alcançável como eu sempre priorizo trazer por aqui.


Desejo que a reflexão de hoje contribua no decorrer de novembro em sua organização interior preparando sua mente e o seu corpo para receber dezembro com a alegria e o amor que as festividades nos traz em suas mensagens.


Cuide-se com carinho, Letícia Machado.



Imagem de Jackson David por Pixabay


Por Letícia Machado I Psicóloga Olá, sou Letícia Machado, Psicóloga, especialista em Psicologia do Envelhecimento e em Terapia EMDR, Personal Organizer, escritora aqui no Blog da Art Wall e hoje trago uma abordagem sobre a Ansiedade e como fazer face à ela com a aplicação da frase "Carpe Diem".

Boa leitura


Os artigos publicados neste blog expõem o pensamento de seus autores sobre um determinado tema de interesse público, sendo da responsabilidade de cada autor o conteúdo aqui veiculado.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


Assine nossa Newsletter

Receba em seu email dicas de arte e de bem estar para o seu lar

Email enviado!

bottom of page