top of page

Avatar, Biophilic Design e Fotografia


A natureza integrada com a sua moradia



Se alguém me perguntar como a impactante série Avatar se conecta com a arquitetura e a fotografia, eu te convido a conhecer mais sobre a proposta do Biophilic Design ou Design Biofílico, em português. Já conhece esta proposta?


Se está passando pela sua cabeça algo parecido com um espaço que considera reconectar as pessoas com o ambiente natural, de maneira sustentável, promovendo uma convivência harmônica e integrada, então você acertou de primeira e talvez este seja um estilo de vida que você pode ajudar a divulgar e a tornar realidade.


Prédio em Santa Clara, Califórnia, projetado por Bjar Ingles dentro do conceito da biofilia

A arquitetura biofílica é um conceito bastante discutido e cada vez mais valorizado na contemporaneidade. O arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels talvez seja um dos exemplos mais deslumbrantes desta proposta no mundo atual. Suas construções, premiadas pelo mundo, nos transportam para um sonho futurista onde o homem e a natureza possam realmente conviver em paz. Ainda que possa ser uma realidade distante, ela já existe e esperamos que fique cada vez mais viável principalmente para quem mora em grandes centros urbanos.



O termo biofilia foi usado pela primeira vez pelo psicólogo Erich Fromm em 1964 e, nos anos 80, pelo biólogo Edward O. Wilson, detectando como a urbanização começou a promover uma forte desconexão com a natureza.


Biofilia vem do grego Biophilia, sendo bio, “vida”, e philia, "amor". Biofilia pode ser compreendida com o amor às coisas vivas. Embora o tema já tenha sido abordado muitos anos antes, a expressão ganhou força na atualidade após publicação do livro do arquiteto e ecologista americano Stephen R. Kellert, "Biophilic Design: The Theory, Science, and Practice of Bringing Buildings to Life", publicado em 2003. Estamos falando aqui de uma construção que te permita estar conectado com cada estação do ano, com o dia e com a noite, perceptível às mudanças de cores no céu e a fona e flora ao seu redor. Uma consagração da vida e uma declaração de amor ao nosso planeta.


Kellert define biofilia como "a relação humana inata com a natureza", e argumenta que os seres humanos têm uma necessidade psicológica e fisiológica de estarem conectados à natureza. Ele também justifica que os ambientes modernos frequentemente não satisfazem essa necessidade e que o design biofílico é uma forma de corrigir isso.


Estudos feitos pela empresa britânica Robertson Cooper mostram que a presença da biofilia proporciona um aumento de 15% do índice de satisfação das pessoas, melhora do estado de saúde físico e mental, redução do estresse e aumento do poder de concentração e do nível de criatividade para o trabalho e para o estudo.

Veja aqui algumas maneiras de demonstração deste “amor à vida” por meio da arquitetura.


Morar e trabalhar em locais próximos à natureza:

Construir perto de áreas verdes, lagos, oceanos ou rios e optar por janelas que te permitam olhar para toda esta exuberância todos os dias, talvez este seja o sonho da maioria das pessoas. Se esta não é a sua realidade, a boa notícia e de que existem soluções práticas e simples que você pode adotar. Em locais urbanos e mais industriais, pode-se pensar em espaços de pátio com árvores ou mesmo construir a sua casa envolta de uma árvore, integrada à convivência dos moradores. Outra opção é ter uma árvore frutífera dentro de casa. Ouse fazer a sua conexão, por que não ter a sua própria Eywa, dentro de casa?



Ar puro e ventilação natural

A renovação do ar também segue dentro deste conceito. As pessoas que passam a maior parte do dia dentro de um escritório ou em ambientes muito fechados, necessitam de uma pausa para "tomar ar fresco". A opção por portas e janelas largas e outros dispositivos que permitem uma ventilação adequada e promovem uma troca de ar saudável são bem-vindas.

No trabalho ou em casa, experimente manter um canteiro de ervas aromáticas e sinta o frescor e o perfume que elas podem oferecer quando o vento batem nelas ou mesmo sentir o delicioso cheiro de terra molhada após uma chuva de verão.



Iluminação natural equilibrada

Lençóis frescos e perfumados darão uma sensação energética renovadora. Use um borrifador com sua essência preferida. Isso lhe dará uma sensação revigorante e energética quando você for para a cama à noite. Existem essências prontas para lençóis para você comprar ou você pode seguir esta receita: Em um borrifador, coloque 250ml de álcool 46% ou 70% com a mesma medida de água. Adicione uma “tampinha” de amaciante ou as gotas do óleo essencial de sua preferência.



Permita-se perceber as mudanças da natureza Uma das marcas do premiado arquiteto japonês Tadao Ando é construir espaços em que as pessoas precisam se deslocar ao ar livre para irem de um cômodo a outro. Os moradores da sua primeira construção reclamaram que “em dias de chuva, era necessário se proteger dos pingos”. Mas Ando manteve esta característica na construção dos seus prédios, inclusive museus de arte, exatamente para manter as pessoas em conexão com os fenômenos da natureza.



Formas da naturais na arquitetura: Projetando espaços com formas e padrões encontrados na natureza, como curvas e espirais, pode ajudar a criar uma sensação de conexão com o meio ambiente.


Traga o verde para sua casa: Telhados e paredes verdes ajudam a regular a temperatura do seu ambiente. Em climas quentes, um telhado verde atua como um fator de resfriamento. Já em clima mais frio fornece maior isolamento resultando em menor demanda de aquecimento. Aqui também você pode usar plantas naturais e elementos como pedras, fontes de água e tudo o que puder te conectar com o meio ambiente. Isso inclui o convívio com animais silvestres e domésticos.



Fotografia e a Biofilia Escolha quadros de paisagem para compor a decoração do seu espaço. Telas com impressão fine art podem te transportar para uma floresta, um oceano ou mesmo trazer o frescor de uma flor ou planta para sua convivência íntima. A fidelidade dessas telas é tão perfeita que irá te surpreender. Elas podem ser penduradas em paredes ou em conjunto para criar uma série de arte.



Fotografia Abstrata e Biofilia Fotografias abstratas que incorporam formas, cores e padrões encontrados na natureza, como curvas, espirais e formas orgânicas também podem ser utilizadas para criar uma sensação de conexão com a natureza. Essas obras podem ser penduradas em espaços estratégicos onde podem ser facilmente apreciadas.




É importante notar que a colocação das telas deve ser feita de forma a maximizar a sua visibilidade e apreciação. Elas devem ser colocadas em locais onde possam ser facilmente vistas e apreciadas, e onde elas possam ser integradas com o restante do design do ambiente.

Se você gostou de saber sobre a Biofilia e quer pôr em prática, espero que este artigo te ajude a pesquisar mais. Procure a orientação de um arquiteto ou de um paisagista, isto irá lhe poupar tempo e dinheiro.


Se achar que este texto fez sentido para você ou se tem mais informações para contribuir com o tema, envie uma mensagem para nós, vamos adorar a troca! Promover pensamentos que colaborem com meio ambiente é sempre bem-vido por aqui.

Um grande abraço e até a próxima leitura.



Eu sou Malu Machado, jornalista, fotógrafa e cofundadora da Art Wall. Aqui no Blog é o nosso espaço para falar com você sobre a arte da fotografia, decoração, paisagismo, ecologia, culinária e muito mais. Deixe o seu email para receber mais textos nossos.

Viva a Arte!

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Assine nossa Newsletter

Receba em seu email dicas de arte e de bem estar para o seu lar

Email enviado!

bottom of page