top of page

Feng Shui no jardim


Olá, amigos, tudo bem? Este mês, vamos falar sobre um jardim que estou tendo o prazer de projetar em parceria com a arquiteta Aline Mendes, da Casa Quântica, especialista em Feng Shui tradicional chinês e geobiologia.


Em nossa primeira reunião desse projeto, Aline me explica que o Feng Shui tradicional chinês compartilha todas as mesmas bases da Acupuntura Chinesa, das Artes Marciais e do Tai Chi Chuan. Existe uma coerência na cultura chinesa: o sistema e a metafísica definem as bases e fundamentos que se aplicam em tudo que envolve o fluxo energético e que pode ser aplicado em diversos ambientes, como a casa, um escritório, ou mesmo em jardins.


Imagem: Unsplash


Feng Shui tradicional em casas, como e para quê?


Nesse projeto, feito à quatro mãos, Aline criou, primeiramente, um mapa da casa, baseado nos princípios do Feng Shui, dividido por setores que se orientam por pontos cardeais (norte, sul, leste, oeste) e colaterais (nordeste, sudeste, noroeste, sudoeste) e pela predominância da energia Yin ou Yang. Em cada setor, Aline fez todas as recomendações necessárias para as reformas arquitetônicas com o objetivo de equilibrar ou potencializar os fluxos energéticos de cada setor.


Esse mesmo mapa, extrapola os limites da casa, adentrando nas áreas destinadas aos jardins de entorno da propriedade. Essa é a principal ferramenta que está norteando o meu estudo relativo às escolhas das espécies vegetais que utilizaremos na implementação paisagística de cada setor específico dos diversos jardins que estamos projetando nesta mesma casa.

Ying & Yang, equilíbrio. Imagem: Unsplash


Além das questões usuais para as escolhas das espécies vegetais, tais como a estrutura do solo, necessidade de sol pleno, meia sombra ou sombra, baixa ou alta necessidade de irrigação, beleza e proporcionalidade, ainda devemos incluir os pontos abaixo elencados, baseados no Feng Shui:


1 - Os aspectos individuais de cada planta, ou seja, o formato das folhas, a cor das folhas e flores e o formato da planta em si;

2 – O agrupamento das espécies previamente selecionadas;

3 – A distância entre o jardim e o observador.


Para a escolha das plantas que serão usadas neste projeto, nos orientamos a partir de características de cinco elementos chineses (madeira, fogo, terra, metal e água), que serão descritos a seguir:


- Madeira: são formas altas e cilíndricas, como palmeiras, dracenas e bambus. As cores desses elementos são todos os tons de verde e tons próximos ao azul piscina.

- Fogo: são formas triangulares, pontiagudas, como as bromélias, helicônias, alpínias e cores mais quentes, como o vermelho, rosa e laranja.

- Terra: são formas quadradas, baixas, como lisimáquia e camarão amarelo e cores com tons terrosos, amarelo, marrom, bege e vasos de cerâmica.

- Metal: são formas circulares, esféricas, vasos redondos, plantas com folhas arredondadas como o jasmim manga e cores branca, cinza, dourado, prateado.

- Água: são formas sinuosas, como a costela de adão, hera batata, singônio, caminhos curvos, cores que vão do preto ao azul marinho.


Assim, somando todas essas variáveis e organizando tudo isso nos setores previamente definidos pelo mapa energético desenvolvido pela Aline, temos como objetivo final projetar um lindo jardim que irá abraçar a casa, trará toda beleza e conforto para essa família, servirá, ainda, de abrigo e alimento aos pássaros, insetos e fauna que viverão nesse jardim.

Imagem: Unsplash


Feng Shui visando o bem estar


Desenvolvemos o projeto de tal forma para que a energia flua de maneira equilibrada e eficaz trazendo todo o bem-estar que se almeja neste lar. Não é um desafio e tanto? Para mim, está sendo um grande aprendizado trabalhar com essas novas variáveis.


O desafio não para por aí, um jardim bem desenhado é aquele que interliga os vários ambientes, com caminhos sinuosos, faz a energia fluir com suavidade, e cria as surpresas de beleza e encantamento aos usuários no caminhar por esses percursos. Os plantios desse jardim se iniciarão na próxima semana, então, nos acompanhe nas redes sociais (@jardimsalvaterra). Vamos registrar este trabalho e acompanhar a evolução desse jardim.


Se você precisar de ajuda para harmonizar a energia de seu espaço entre em contato com a Aline Mendes (www.alinemendes.com.br) ou para criar um jardim dos seus sonhos entre em contato conosco, teremos o maior prazer em te atender.


Grande abraço,

André Cenak





Olá, eu sou André Cenak, Paisagista, proprietário do Jardim Salvaterra Paisagismo e escritor aqui na Art Wall.


Os artigos publicados neste blog expõem o pensamento de seus autores sobre um determinado tema de interesse público, sendo da responsabilidade de cada autor o conteúdo aqui veiculado.

135 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


Assine nossa Newsletter

Receba em seu email dicas de arte e de bem estar para o seu lar

Email enviado!

bottom of page