top of page

Nova Coleção: Etérea - O efêmero que se torna eterno

Atualizado: 2 de ago. de 2023

COLEÇÃO DE QUADROS ART WALL: ETÉREA, A ARTE QUE REVERENCIA O ESPÍRITO DO INVERNO


Estamos aqui anunciando a chegada da nossa nova Coleção: Etérea, e para falar dela, vou te fazer um convite de sair da sua ocupação mental por apenas uns minutinhos e imaginar-se imerso em um ambiente mágico, onde as cores são suaves, tons de azul, creme e branco, perceba o cheiro de fresco, às vezes até mesmo um frisson frio. Formas delicadas se entrelaçam para criar uma visão meio turva, mas com formas inesquecíveis. Parece um sonho certo? Para mim etéreo é isso. Algo que vejo e sinto, mas estranhamente não sei, ou melhor, não posso descrever completamente com palavras. É calmante, e ao mesmo tempo é excitante.


Pode ser o amanhecer que irradia um brilho rosado sobre o lago, em um dia frio. Ao fundo, montanhas alpinas majestosas, como se fossem guardiões. Uma névoa densa esconde e revela a escuridão das águas e seus barcos, que navegam suavemente. Os telhados cobertos de neve das casas, nuvens que parecem desenhos abstratos, dançando na vastidão celeste. Os raios de sol ainda tímidos na alba, iluminando a bruma e penetrando as árvores, criando uma teia de luz.





Os picos nevados das montanhas se destacam contra um céu azul intenso. As montanhas refletem-se perfeitamente no espelho d'água do lago, criando uma visão deslumbrante.

A neve cai em flocos leves, um café aconchegante oferece vistas panorâmicas para fora, mas também para dentro, para sua própria floresta interior, emoções fluindo como um rio.


NOVA COLEÇÃO: ETÉREA


Quando eu visitei a região de Lucerne na Suiça, berço pitoresco da nova Coleção Etérea, o inverno e a atmosfera fizeram isso comigo... me transportaram a um lugar indescritível, entre o real e o irreal. Em diversas ocasiões minha câmera serviu como uma prova de que vi o que vi, e em minha escolha de clicks são testemunhas de que senti o que sempre sentirei ao rever as imagens. Na imensidão de um inverno cinza, onde a neblina envolve cada canto da paisagem, algo mágico sempre acontece... As coisas físicas adquirem uma sensação etérea, como se estivessem transcendendo sua própria natureza, fluindo, transmutando. É uma experiência que toca a alma, despertando emoções sutis e uma profunda conexão com o ambiente ao nosso redor, como se fossemos uma rede ligada, eu e tudo o que me rodeava.




É curioso como a neblina, com seu abraço suave e translúcido, tem o poder de nos transportar para um estado de serenidade. Ela envolve as árvores, os prédios, os caminhos, transformando tudo em formas etéreas que parecem dançar em meio à névoa. Senti o mundo se dissolvendo em um sonho líquido, desfazendo as fronteiras entre o tangível e o intangível.


Nesses momentos, contemplação e paz se tornam aliadas inseparáveis. A neblina nos convida a olhar para dentro de nós mesmos, a refletir sobre nossos sentimentos mais profundos. É como se a calma exterior nos conduzisse a uma jornada interior, onde podemos explorar as complexidades do nosso ser. Foi assim comigo. A sensação de estar dentro de algo maior que eu mesma me envolveu em uma teia de encantamento. Um sentimento das barreiras do tempo e do espaço se dissolvendo, me deixando livre para contemplar o desconhecido.


E é nessa exploração que encontramos um crescimento interior. A neblina invernal nos convida a expandir nossos horizontes, a abrir nossos corações para novas possibilidades. Uma bruma etérea, sussurrando em nossos ouvidos segredos ancestrais que despertam nossa curiosidade e nossa sede de conhecimento. Enquanto contemplava a paisagem nebulosa, eu vi as pessoas ao meu redor também envoltas nessa aura. Seus passos são mais lentos, seus olhares mais introspectivos.


Neste instante, era como se eu e aquelas pessoas compartilhássemos um segredo, uma experiência fugaz que nos une em um momento de transcendência. E assim, encontramos a beleza do efêmero que se torna eterno. Espero que você goste da nossa nova coleção e que possa sentir esse mesmo mistério dentro das minhas imagens.





Os artigos publicados neste blog expõem o pensamento de seus autores sobre um determinado tema de interesse público, sendo da responsabilidade de cada autor o conteúdo aqui veiculado.





Por Vivi Godinho | Art Wall




Eu sou Vivi Godinho, engenheira, fotógrafa e cofundadora da Art Wall. Aqui no Blog é o nosso espaço para falar com você sobre a arte da fotografia, decoração, paisagismo, ecologia, gastronomia e muito mais. Deixe o seu email para receber mais textos nossos.

84 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Assine nossa Newsletter

Receba em seu email dicas de arte e de bem estar para o seu lar

Email enviado!

bottom of page